segunda-feira, 5 de setembro de 2016

O segundo ciclo imperial




O segundo impulso imperial, a partir da viagem de Vasco da Gama, em 1497-1498, a maior jornada, até então feita a bordo de um navio, confirmada em 1500 com a de Pedro Álvares Cabral, com passagem pela descoberta do Brasil, leva ao império português do Oriente e à viagem para o Japão, em torno de fortalezas e feitorias, com o triângulo formado por Goa, Ormuz e Malaca, muito especialmente ao pequeno mundo indo-português, cujo ciclo, depois da queda de Goa, em 18 de dezembro de 1961, e da invasão de Timor pela Indonésia, em dezembro de 1975, termina com a entrega de Macau à China, em 20 de dezembro de 1999.